Esquadrão 14
O Esquadrão Suicida reunido em sua primeira foto oficial divulgada. Da esquerda para direita, em pé: Amarra, Capitão Bumerangue, Magia, Coronel Rick Flagg, Arlequina, Pistoleiro, Crocodilo, El Diablo. De cócoras: Katana.

- Bruno Corrales

O filme

Em 2014, a Warner Bros. Pictures veio a anunciar uma enorme lista de filmes de super-heróis da DC Comics até 2020. Todos esses filmes serão interligados e participarão do mesmo universo cinematográfico, o que nós podemos chamar de Universo Cinematográfico da DC Comics. Esse tipo de abordagem já está sendo tomada pela Marvel/Disney com seus filmes, como Os Vingadores, Capitão América e Homem de Ferro, por exemplo. Integrando a lista de filmes dentro do Universo DC encontra-se Esquadrão Suicida, que não é bem um filme de heróis, mas de vilões. O longa tem previsão de estreia para 5 de Agosto de 2016, já estando com suas gravações rolando a todo vapor.

A direção fica por conta de David Ayer, que já foi responsável pelo roteiro e pela direção de Fury (no Brasil, Corações de Ferro), filme ambientado na Segunda Guerra Mundial que conta com Brad Bitt, Jon Bernthal, Logan Lerman e outros grandes nomes do cinema. Corações de Ferro gira entorno de um grupo de soldados americanos, o que rendeu elogios pela façanha do diretor de conseguir realizar um bom filme de equipe. A Folha de São Paulo atribuiu 4 estrelas de 5 como nota para esse longa, assim como o site Omelete e a revista Rolling Stone. A Variety foi responsável pela nota mais baixa: 2/5.

Após muitas suposições a respeito do elenco, este veio a ser fechado com os seguintes atores: Will Smith no papel de Pistoleiro, Margot Robbie como Arlequina, Jared Leto como Coringa, Jai Courtney como Cap. Bumerangue, Cara Delevigne como Magia, Joel Kinnaman como Rick Flagg, Jay Hernandez como El Diablo, Adam Beach como Amarra, Karen Fukuhara como Katana, Adewale Akinnuoye-Agbaje como Crocodilo e Viola Davis como Amanda Waller. O filme conta ainda com a presença de Scott Eastwood, filho de Clinto Eastwood, e o ator e rapper Common, ganhador do Oscar de melhor trilha sonora pelo filme Selma. O elenco reflete a importância com que a DC Comics e a Warner veem esse filme, um dos primeiros grandes lançamentos desse universo que está recém começando. Os nomes que mais pesam são de Will Smith, Jared Leto (vencedor do Oscar) e Viola Davis, além da atriz Margot Robbie que cresce em popularidade desde o seu papel em O Lobo de Wall Street.

Conhecendo o Esquadrão

O Esquadrão Suicida apresenta um conceito simples, mas que pode se tornar bem interessante. Seu nome verdadeiro é Força-Tarefa X, sendo Esquadrão Suicida o seu “apelido”, devido ao teor de suas atividades.

O ES é comandado e organizado por Amanda Waller, uma mulher de temperamento forte que trabalha junto do Governo dos Estados Unidos. Amanda já teve várias adaptações, em animações, quadrinhos, séries e até mesmo uma aparição em um filme. Em todas elas, porém, Amanda se mantém sendo uma pessoa dura e extremamente politizada, dotada de grande inteligência e do costume de manipular as pessoas para os fins desejados. Waller é, em todas suas adaptações, uma mulher temida.

Sua ideia – a ideia do Esquadrão – é a de reunir um grupo de criminosos para realizar missões que não podem ser relacionadas ao Governo e/ou possuem muito risco para “arriscar” forças oficiais. São missões clandestinas, por assim dizer, frequentemente de caráter dúbio e que envolvem confrontos até mesmo com forças de outros países. Sendo os integrantes do time bandidos de todos os gêneros, a responsabilidade de suas ações poderiam ser facilmente colocadas em suas mãos, ao contrário do que aconteceria caso a equipe fosse formada por soldados americanos, por exemplo. Mas por que esses criminosos aceitariam participar desse grupo, já que podem morrer a todo momento?

Em troca de seus serviços no Esquadrão, os criminosos recebem redução de pena. Quanto mais eles agirem pelo time, menos tempo ficarão presos – isso, claro, considerando que eles precisam sobreviver a todas as missões. No entanto, para que eles não escapem durante as missões e permaneçam sempre sob o controle de Waller, há o uso de explosivos de contenção em seus corpos. Nos quadrinhos dos anos 80 e 90, os explosivos eram colocados em pulseiras que eram afixadas nos prisioneiros. Em suas represenatações mais recentes, os explosivos são implantados em suas nucas para que eles não consigam ser extraídos. A detonação causa morte imediata.

A base de operações do ES é a penitenciária Belle Reve, em Lousiana, EUA, que é adaptada para conter as mais variadas formas de vida – é válido lembrar que nesse universo existem criminosos de todo o tipo, desde humanos comuns até indivíduos com super-poderes. De lá que são retirados os bandidos que integrarão o ES e é de onde Amanda Waller opera. Pelo esquadrão já passaram diversos criminosos, tais como Pinguim, Tigre de Bronze, Tubarão Rei, Io-Io, Voltaico, Verme Mental, dentre outros. A maioria dos personagens que estarão no filme já participaram em algum momento do Esquadrão, compondo uma mistura entre os integrantes das primeiras formações e das mais recentes. São eles:

  • Coronel Rick Flagg: foi o líder do Esquadrão Suicida por muito tempo, e é dito nos quadrinhos que seu pai também o havia sido. Ao contrário dos demais personagens, ele não é um vilão. Sua personalidade destaca isso, já que ele costuma ir contra as opiniões e ações controversas de Waller, além de ser um dos únicos do time a realmente se preocupar com os demais.
  • Pistoleiro: seu nome é, na verdade, Floyd Lawton. É um dos personagens da DC que mais cresce ultimamente, tendo participações no seriado televisivo Arrow e em animações e games do Batman. Floyd já tentou ser um vigilante em Gotham City, mas foi parado pelo Batman ao matar bandidos. Desde então o Pistoleiro se transformou em um mercenário. Um dos pontos fortes do personagem é a sua relação com sua filha, que ele tem como único bem precioso em sua vida e para a qual enviava o dinheiro que ganhava em suas atividades ilegais. Sas habilidades estão principalmente voltadas para o tiro: sua mira é impecável, sendo que errou somente uma vez ao confrontar o Batman.
  • Arlequina: Harleen Quinzel, ou Harley Quinn, trazida para o português como Arlequina, é uma personagem que também tem crescido. Arlequina era um psiquiatra do Asilo Arkham, o manicômio de Gotham City em que internam-se as piores mentes da cidade. Uma dessas mentes é Coringa, que acaba por transformar a doutora que o tratava (Harleen) em sua companheira do crime. Ela foi por muito tempo cegamente devotada e apaixonada pelo Coringa, mas em suas últimas aparições, Arlequina tem se distanciado de seu “pudinzinho”, apelido carinhoso dado por ela ao Coringa. Ao longo de sua vida criminosa, ela adquiriu várias habilidades acrobáticas e com armas, o que acompanha de perto sua personalidade quase tão louca quanto a do Coringa.
  • Capitão Bumerangue: George “Digger” Harkness é o seu nome verdadeiro. O Cap. Bumerangue é um dos criminosos que compoem a galeria de vilões do Flash, sendo ele um perito em usar como arma o objeto lhe confere o nome: bumerangues. Usando bumerangues de vários tipos, desde comuns até explosivos e sônicos, George foi levado para a prisão diversas vezes pelo rival. Dotado de uma personalidade arrogante, machista e racista, Bumerangue comumente adquire a inimizade de seus companheiros de Esquadrão e provoca brigas por onde passa.
  • Magia: June Moone é nome civil da personagem Magia. Magia, na verdade, é uma entidade mística que luta pelo controle do corpo de June Moone, sendo completamente diferente desta em personalidade e aparência. June é loira e tem um coração puro, enquanto Magia é morena e apresenta grandes traços de crueldade. Os poderes dela incluem voo, telecinese, invocação de chamas e outros aparatos místicos. Quando quer trazer a identidade Magia à tona, June grita o seu nome e então é possuída. Para se desfazer o “encanto”, Magia deve repetir o gesto – o problema é justamente esse… Nos quadrinhos dos anos 80-90, June recebe um colar de uma bruxa que pode cercear os poderes de Magia, veremos se haverá algum tipo de amuleto no futuro filme.
  • El Diablo: apesar de vários personagens terem feito uso dessa alcunha, o que participa do ES e estará neste filme é o mexicano Chato Santana. Chato era membro de uma gangue e, ao atacar a casa de membros de outra gangue para cobrar dinheiro deles, acabou matando crianças e mulheres inocentes. Com remorso, El Diablo se entregou à polícia e acabou entrando para o Esquadrão. Ele se tornou, além disso, uma pessoa completamente religiosa e temente a Deus, estando regularmente falando sobre Ele. El Diablo tem o corpo completamente tatuado e pode controlar e produzir fogo, provavelmente devido ás tattoos, que somem quando ele usa seus poderes.
  • Crocodilo: seu nome é Waylon Jones. Ele possui uma mutação que transformou sua pele em verde e escamosa, o que lhe atribuiu o apelido de Crocodilo. Waylon ingressou no mundo do crime após essa mutação se intensificar e torná-lo cada vez mais animal do que humano. Ele tem mais força do que um ser humano comum, consegue ficar submerso por mais tempo, tem ótimos reflexos e sentidos aguçados. Existem versões diferentes deste personagem, sendo as primeiras em que ele se encontra mais próximo de ser um homem, e as últimas em que ele se aproxima de ser um verdadeiro crocodilo monstruoso.
  • Amarra: este é um dos personagens menos conhecidos do grupo, já que sua participação é ínfima no universo dos quadrinhos. Amarra é um dos vilões do herói Nuclear que utiliza cordas como arma, sendo especialista em forquilhas, tipo de corda usado para enforcamento. Nos quadrinhos ele eventualmente vem a perder um dos braços.
  • Katana: Katana é uma japonesa de nome Tatsuo Yamashiro(nome de casamento), ou Tatsuo Toro. Katana possui essa alcunha em decorrência da arma que utiliza, uma espada de mesmo nome que tem a capacidade de absorver a alma de quem ela mata. Katana vive em busca de vingança, já que ela teve sua família – filho e marido – assassinada pela Yakuza, a máfia japonesa. No entanto, Katana não é bem uma criminosa: ela já agiu ao lado do grupo de heroínas Ave de Rapina e até mesmo ao lado da própria Liga da Justiça. Ela nunca participou, porém, do Esquadrão Suicida.

O trailer

Durante a última Comic-Con, realizada de 9 a 12 de Julho de 2015, a Warner/DC exibiu uma grande quantidade de material referente ao seu universo cinematográfico e a suas séries de televisão. Dentre esses materiais, veio um trailer de Esquadrão Suicida, sendo o primeiro do filme! Após vazamentos de gravações amadoras realizadas no próprio evento, a Warner divulgou oficialmente o trailer com qualidade HD na rede social YouTube. A partir de agora, o texto focar-se-á em uma análise minuciosa desse trailer, a fim de ao menos buscar esboçar o que poderá ser acompanhado nas salas de cinema em 2016.

O trailer tem início em um aparente jantar de negócios entre Amanda Waller e algum representante do Governo. Ela afirma ter conseguido os “piores entre os piores”. Em uma pequena cena, vemos soldados em um elevador enorme, de aparência industrial, que pode muito bem fazer parte da prisão Belle Reve onde os prisioneiros se encontram detidos. Outras cenas corroboram isso, posteriormente. Há então as exibições dos logotipos das empresas que produzem o filme, Warner e DC, para retornar à Amanda e sua reunião. O suposto representando do Governo americano pergunta onde esses indivíduos estão, e ela responde: “digamos que os coloquei em um buraco, dentro de outro buraco.” Clara referência à Belle Reve, a qual nós vemos na cena seguinte com soldados percorrendo passarelas e corredores de uma penitenciária. A aparência do lugar é semelhante à cena do elevador, o que a conecta a esta. O homem diz à Waller que ele ouviu rumores de que alguns desses piores indivíduos tem habilidades – maneira subjetiva de se dizer “poderes ou coisas do tipo”, certo?. Amanda concorda, e afirma ter visto coisas. Diz ainda que o Superman pode ter servido como um “farol” para retirá-los da escuridão. Essa é mais uma prova da importância do filme Homem de Aço (2013) para esse universo que DC está buscando nos cinemas, já que ele influencia diretamente tanto ES quanto Batman vs Superman: A Origem da Justiça, outro grande lançamento da DC para 2016. Durante esse diálogo, podemos ver uma cena em que June Moone, a Magia, se encontra explorando uma caverna(imagem 1). Essa cena é, provavelmente, um flashback da origem da personagem, que pode estar mostrando a primeira vez em que Magia e June têm “contato”. Ao longo de todo o trailer haverão referências ao passado dos integrantes do ES, então essa deve ser a de June.

Esquadrão 16

Imagem 1: June Moone em uma caverna.

“Quero montar a força-tarefa com as pessoas mais perigosas do planeta” é a frase que se segue, proferida por Waller. As cenas mostram guardas correndo por uma prisão, talvez estejam indo buscar algum dos integrantes do Esquadrão Suicida ou, ainda, indo combatê-los (estão todos equipados para uma situação de emergência). A seguir, a ideia conceito do ES é dita por Waller: “se algo der errado, nós os culpamos e negamos tudo”. Basicamente, essas falas iniciais de Amanda são para apresentar o que é o ES para os espectadores que não o conhecem ainda.

Posteriormente, temos cenas com a personagem de Margot Robbie, Arlequina, e o início da trilha sonora principal do trailer. A música é uma versão alternativa, mais lírica, do hit dos Bee Gees “I Started a Joke”. A letra dessa música fala sobre uma piada que estaria sendo contada pelo cantor, quando ele percebe que ele mesmo é quem estava sendo a piada e motivo de deboche. O uso dessa trilha no trailer pode estar se referindo ao próprio ES, ou ao personagem mais icônico da DC que estará nesse filme: O Coringa. No trailer de Batman vs Superman: A Origem da Justiça, há uma cena em que há uma pintura destinada ao Batman, claramente escrita pelo Coringa, que diz: “HAHA Joke’s on you, Batman”, ou “Haha, a piada é você, Batman”. Ainda não é possível dizer a que essa música se refere, mas há chances de ser uma pequena referência ao outro longa. Voltando para a Arlequina…

Esquadrão 01

Imagem 2: Arlequina fazendo acrobacias na cela.

Ela aparece fazendo uma espécie de acrobacia com panos, uma cena fraca a princípio, mas que nos mostra que ela se encontra isolada dos demais priosioneiros mesmo não tendo poderes. Além disso, Arlequina dos quadrinhos e das animações mais recentes demonstra grandes habilidades desse gênero, já que ela as usa para lutar. A seguir, temos um primeiro vislumbre de El Diablo, o criminoso que controla as chamas através de suas estranhas tattoos. Uma referência a isso é o fósforo em sua mão. O foco retorna, então, para a Arlequina, que durante todo o trailer vai ter um certo destaque. Vemos Will Smith como Pistoleiro, treinando dentro de sua cela e, alguns segundos depois, o transporte de Crocodilo pela prisão! Ele está atado em uma espécie de cama vertical – perdão caso não seja este o termo – com uma espécie de focinheira, que lembra bastante aquela colocada em Hannibal Lecter. A utilidade dela é verdadeira, já que Crocodilo tem presas afiadas e tem histórico de canibalismo. A seguir, uma pequena indação de Arlequina para Waller, “Você é o diabo?”, algo que é muito vago para se tirar conclusões. Temos uma cena de tiroteio e, depois, flashbacks da vida de Pistoleiro, vestido como civil e na companhia de sua preciosa filha. O Pistoleiro tem uma relação muito importante com ela, o que aparentemente vai ser explorado no longa. A seguir, a transformação do bom pai em mercenário: vemos uma cena de ação do Pistoleiro em que ele desce de rapel por um prédio, provavelmente já agindo pelo Esquadrão Suicida. Então temos mais cenas de tiroteios, na qual vimos indivíduos fantasiados. Vamos nos focar nisso, por um segundo.

Esses pequenos lapsos de pessoas atirando usando máscaras esquisitas (no primeiro momento, há um homem usando máscara em forma de olho) estão conectadas, apesar dos cortes exibidos no trailer. Veja a imagem abaixo.

Esquadrão 02

Imagem 3: A seta vermelha indica o homem mascarado com máscara de olho, além da janela quebrada. É o mesmo lugar!

A estrutura em que eles se encontram lembra muito um hospital. Os ladrilhos, a iluminação, até mesmo a sala que aparece no canto direito da cena mostra um armário repleto de remédios. Estamos falando aqui do Asilo Arkham! O manicômio de Gotham City que abriga vários supervilões do Batman já foi confirmado no filme, que teve até imagem divulgada pela produção, na qual mostra o símbolo da instituição (imagem 4). Então essa cena mostra uma invasão a este hospital psiquiátrico por um bando de criminosos vestidos com roupas estranhas.

Esquadrão 03

Imagem 4: O Asilo Arkham tem seus arquivos divulgados. Na foto, arquivos identificados com o símbolo da instituição, o nome de Gotham City e os nomes dos arquivos em si. Da esquerda para a direita: “Fichas de Tratamento”, “Notas de Progresso” e “Avaliação dos Pacientes”.

Mas o que essa invasão tem a ver com o Esquadrão Suicida, que tem base em outro lugar? Vemos então, mais uma das cenas de origem dos integrantes: é o surgimento da Arlequina. A cena se situa ainda no Arkham, lugar onde a Dra. Harleen Quinzel trata o Coringa, sendo que é possível distingui-la ser atacada por um dos invasores do local.

Esquadrão 04

Imagem 5: dra. Harleen Quinzel é atacada no Arkham.

A Arlequina não surge, contudo, por uma simples agressão. É próprio Coringa que a transforma no que ela é, o que aparentemente será mostrado no trailer. Adiantando algumas cenas, para o entendimento… há lances do Coringa entrando nessa mesma sala da imagem 5, segurando-a amordaçada em uma maca e depois falando com a doutora (imagem 6). É o final chocante do trailer, em que o Coringa diz “I’m not gonna kill you… I just gonna hurt you really, really bad!” ou “Eu não vou te matar… vou apenas te deixar muito, muito machucada!”. (imagem 7) Ele segura o que parecem ser eletrodos, o que sugere a transformação de Harleen para Arlequina será através de eletrochoque, um tratamento já banido que era utilizado em pessoas com deficiência mental no passado. Nos quadrinhos a origem da personagem é diferente, ainda que também seja pelas mãos do Coringa. É possível perceber por esses momentos que o Coringa já possui as tatuagens divulgadas a um tempo atrás, isto é, não foi a Arlequina que o tatuou, pois ela nem sequer existia naquela época.

Esquadrão 05

Imagem 6: Coringa entra na sala em que está Harleen Quinzel.

.

Esquadrão 06

Imagem 7: Coringa e sua futura companheira do crime.

Invasão do Asilo Arkham, onde o Coringa era tratado pela Dra. Harleen e onde ele a agride. Esse ataque foi visivelmente orquestrado pelo Palhaço do Crime, que certamente escapou de seu enclausuramento. Ele comanda aqueles bandidos mascarados que, aliás, aparecerão em outras cenas do trailer. Voltemos à este, então.

Após a cena da imagem 5, temos uma expressão de tensão do Pistoleiro e uma cena com June Moone, que aparentemente está tentando controlar ou expulsar Magia por meio de rituais: ela está dentro de uma banheira cheia de água, com capins ao seu lado e um pentagrama desenhado na parede atrás de si.

Esquadrão 07

Imagem 8: June Moone em ritual.

Temos então uma cena do ES caminhando em uma rua aparentemente deserta e com o chão molhado. Eles passam por veículos militares que parecem abandonados. A seguir, um lapso em que Coronel Rick Flagg se encontra no meio de outros soldados, dando espaço a uma fala do Pistoleiro. Ele que comentará que o grupo é um esquadrão suicida. Por fim, ele dirá, estando ao lado de Rick Flagg: “Vamos salvar o mundo”. Cenas posteriores mostram ambos, Pistoleiro e Rick, avançando na vanguarda de um grupo de militares. Conflitos entre esses dois personagens acontecem nos quadrinhos, principalmente pelas personalidades opostas da dupla, o será interessante acompanhar algo do tipo no cinema.

A seguir, mais uma cena do Pistoleiro com sua filha e algo inédito: Rick Flagg e June Moone em uma aparente relação amorosa, inexistente nos quadrinhos. Dos membros do ES que estarão nesse filme, somente Pistoleiro e Arlequina se envolveram, sendo o seu relacionamente praticamente somente sexual e não sentimental. Talvez a produção do filme esteja estabelecendo uma relação entre os outros personagens para não sobrecarregar a Arlequina, que estará em sua estreia no cinemas precisa mostrar como é ligada ao Coringa. Falando em Arlequina, a vemos dançando com outro uniforme e, em seguida, em outro lugar, um ataque de helicópteros. A próxima cena mostra os personagens na rua deserta com o chão molhado dita anteriormente, desta vez em outro ângulo. É possível ver que o Esquadrão está acompanhado por um grande número de pessoas. Na verdade, na cena em que o Pistoleiro fala sobre eles serem um esquadrão suicida já aparece em companhia de outros indivíduos, aparentemente os mesmos que são vistos na presença de Rick Flagg no lapso já citado e no momento em que Rick e Pistoleiro lideram um avanço. Estaria o ES usufruindo da ajuda de terceiros? Qual a participação dessas forças militares no time, que deveria ser essencialmente formado por criminosos? Pode-se supor que eles estejam realizando uma extração do Esquadrão do ambiente em que a missão em si está acontecendo, mas ainda assim é algo estranho e que não apresenta grandes explicações neste primeiro trailer.

Esquadrão 08

Imagem 9: Crocodilo e Arlequina em aparições que definem bem suas personalidades.

A cena posterior pode definir o rumo da participação do Coringa nesse longa metragem. Como já vimos, os seus capangas usam vestimentas exóticas e máscaras engraçadas para realizar seus crimes. É exatamente o que é mostrado nesse novo trecho, em que um indivíduo vestido de panda (que aparece nas cenas do Arkham, aliás) e outros invadem o que parece ser uma fábrica. Um deles usa uma máscara com a cara do Batman.

Esquadrão 09

Imagem 10: Crocodilo e Arlequina em aparições que definem bem suas personalidades. O criminoso vestido como Batman disparando contra terceiros.

Por que estariam eles invadindo uma fábrica? Seria um mais um flashback? Talvez não sejam memórias, e sim acontecimentos presentes na trama do filme. Na animação Batman: Ataque ao Arkham, o Esquadrão Suicida co-protagoniza a produção junto do Batman. Ao final do longa animado, é Coringa que se torna a ameaça para todos, o que talvez possa estar em vias de acontecer nesse filme.

A seguir, uma cena com os seguidores militares do ES já abordados fazem uma saída tática de um helicóptero que, pelo formato, aparenta ser um dos já usados na cena de ataque anterior. Eles se reúnem ao redor de Katana, que saca sua espada com tensão. Vemos então o Pistoleiro e, novamente, esse grupo militar, nesta cena sendo comandado por ele! Will Smith aponta para algum lugar e os soldados parecem estar de acordo.

Então surge o Coringa pela primeira vez no trailer, antes de suas fatídicas cenas finais. Ele é aparentemente guiado por outro homem por um cenário muito similar à fábrica que seus capangas invadem. (imagem 11) Talvez o Palhaço esteja fazendo um reconhecimento do lugar que vai invadir, ou esse que o guia também seja um de seus subordinados. Essa invasão pode estar justificando uma das futuras cenas do trailer, em que Batman persegue Coringa e Arlequina de cima do carro de ambos. (imagem 12) Talvez seja neste momento que a Arlequina seja presa, e então levada para Belle Reve, enfim… São inúmeras possibilidades.

Esquadrão 10

Imagem 11: Coringa sendo guiado pela “fábrica”.

.

Esquadrão 11

Imagem 12: Batman persegue Coringa e Arlequina após eventos desconhecidos.

A partir daqui, o trailer lança à tela vários trechos diferentes, cada um com poucos segundos de duração. É possível distinguir a Arlequina provocando alguém ao lamber uma das barras de ferro de sua cela, o Capitão Bumerangue sendo agredido por Katana (como já foi dito, ele costuma arranjar confusão com seus colegas), tropas penitenciárias correndo e temos um vislumbre prático da Magia! (imagem 13) A seguir, aparece a cena do Coringa e da Dra. Harleen amordaçada (imagem 7) e um lapso em que Katana chora enquanto embainha sua espada. Vimos a Arlequina, em sua cela, atacando os guardas de Belle Reve. Provavelmente ela está tentando uma fuga no instante em que foram “convocá-la” para o Esquadrão. Ela reaparece dentro do carro do carro do Coringa e vemos a cena proposta pela imagem 12.

Magia possui uma aparência bem diferente da dos quadrinhos. Aparentemente, a produção preferiu deixá-la mais assustadora do que fiel, já que seus trajes são de uma simples bruxa no material original.

Imagem 13: Magia possui uma aparência bem diferente da dos quadrinhos. Aparentemente, a produção preferiu deixá-la mais assustadora do que fiel, já que seus trajes são de uma simples bruxa no material original.

Apesar da velocidade das cenas, a maioria delas apresenta algo interessante a ser analisado. A contenção de El Diablo, por exemplo, que é mostrada como uma espécie de cano onde estão lhe lançando jatos constantes de água. Há uma explosão na parede da presumida Belle Reve, o que pode indicar uma tentativa de invasão à prisão, corroborada por uma das cenas seguintes em que os guardas estão sendo atacados por alguém que não é mostrado. Aparece Amarra pela primeira vez no trailer, olhando para o alto com uma espécie de arma ou lançador de ganchos em uma das mãos. A seguir, El Diablo sendo retirado da contenção, a queda de um helicóptero, Arlequina correndo na direção da tela, Pistoleiro apontando sua arma para algo em um nível mais baixo do que o seu. Aqui as cenas se estendem mais, tornando possível perceber que a Arlequina está junto do Pistoleiro nessa última cena. O Capitão Bumerangue aparece dizendo: “Sabe o que dizem sobre os loucos?”, há uma montagem com a Arlequina apresentando dúvida – os cenários parecem ser diferentes, o que sugere que esse diálogo acontece em outro momento que não o mesmo exibido no trailer – e o surgimento da deixa para a grande finalização do Coringa de Jared Leto. Sem camisa, pálido como uma vela e com uma expressão doentia, ele faz as afirmações explicadas anteriormente nesta análise.

O Coringa

É crucial dizer que o Coringa não faz parte do Esquadrão Suicida! Apesar de sua presença no longa, ele não é um dos integrantes do grupo e provavelmente fará apenas um papel coadjuvante. A não ser que ele apareça, como sugerido na análise do trailer, como uma ameaça tal qual na animação Batman: Ataque ao Arkham.

Contudo, é importante dizer o peso que esse personagem traz para o filme. Jared Leto estará encarnando um dos personagens mais famosos e queridos da DC, o maior vilão do Batman e, quiçá, um dos maiores vilões dos quadrinhos de todos os tempos. Sem dúvidas a DC Comics e a Warner estão apostando muito nessa aparição.

O logo do Esquadrão Suicida (Suicide Squad)

O símbolo do filme – não necessariamente o da equipe no filme em si – acabou por ser um tanto diferente das outras versões do logo do Esquadrão. O tradicional, por assim dizer, costuma envolver miras, furos de disparos e até mesmo formatos de armas. O símbolo mais antigo também envolver algumas destas características. No longa, contudo, há a utilização de uma tipografia cinzenta e, o que mais chama a atenção no símbolo (imagem 14), há um sorriso de uma face que remete muito aos símbolos usados pelo Coringa. Talvez seja essa mais uma comprovação de que o personagem vá ter uma participação grande no filme, ou uma jogada de marketing.

Esquadrão 17

Imagem 14: Suicide Squad é, em inglês, Esquadrão Suicida.

Conexão: O Universo Cinematográfico DC

Como já foi dito, os filmes da DC/Warner daqui para frente estarão compondo um universo completamente interligado. O Coringa aparece neste filme, aparentemente, como um conector entre o Batman e o Esquadrão Suicida, vide as referências ao vilão presentes no trailer de Batman vs Superman: A Origem da Justiça. Superman aparece no trailer de Esquadrão Suicida como motivo de alerta para os demais, ou seja, a repercussão de sua chegada na Terra não será exclusiva aos seus filmes mas a todos os outros. A partir de agora nos resta aguardar e torcer pelo sucesso desse universo, que conta com um bom elenco, uma boa equipe e um futuro promissor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>