Zahra 01

O Paraíso de Zahra foi a webcomic que chamou atenção de todo o mundo no início de 2010, quando começou a relatar a história de uma mãe em busca do filho perdido durante a Revolução Verde, de 2009. A HQ foi “adotada” por editoras de diversos países, que traduziram as páginas ao longo da publicação para que todo mundo pudesse ler o que se passava no Irã.

Zahra 04No Brasil, a tradução ficou com a LeYa/BarbaNegra e o tradutor Cassius Medauar, que publicavam no site oficial da webcomic. Como está acontecendo no resto do mundo, a HQ agora sai em formato de livro, que está chegando às livrarias brasileiras.

Na trama dos autores que se identificam apenas como Amir e Khalil, a mãe Zahra busca incansavelmente o filho Khalil, enquanto seu irmão dissidente critica o governo através de um blog chamado “Zahra’s Paradise”. O que os dois temem é que Khalil já esteja no cemitério ao sul de Teerã, também chamado “Zahra’s Paradise”.

O livro tem 272 páginas e custa R$ 39,90.

.

TEXTO DA INTRODUÇÃO:

“Então, um escritor persa, um desenhista árave e um editor judeu entram em uma sala…

Isso parece o começo de uma piada ruim. Mas, na verdade, é o começo de uma aventura editorial inusitada. A primeira deste tipo. Aqui está, para o prazer de sua leitura, uma série de HQ lançada on-line em inglês, persa, árabe, francês, italiano, espanhol, holandês e português, além de outras línguas que as estas se juntaram mais à frente. A Firts Second Book orgulhosamente apresenta O Paraíso de Zahra, de autoria de Amil e Khalil, lançada em conjunto com a Casterman na França e Holanda, Rizzoli Lizard na Itália e Norma Editorial na Espanha.

Zahra 02Situada no período subsequente às eleições fraudulentas no Irã, em 2009, O Paraíso de Zahra é a história ficcional da busca por Mehdi, um jovem que protestava e desapareceu nos gulags da República Islâmica. Ele sumiu em uma zona de penumbra extrajudicial, onde os habeas corpus são suspensos. O que impede que sua memória seja esquecida não é a lei. É a coragem e determinação de uma mãe que se recusa a entregar seu filho ao próprio destino, e também à tenacidade de um irmão, um blogueiro, que combina cultura e tecnologia para explorar e explodir o vazio, o vácuo onde Mehdi desapareceu.

Zahra 03O Paraíso de Zahra tece uma composição de pessoas reais e eventos. Enquanto o mundo testemunha o que não pode mais ser escondido, através de vídeos no Youtube, Twitter e Blogues, esta história também tinha de existir e ser contada.

Amir, o autor, é um iraniano-americano defensor dos direitos humanos, jornalista e diretor de documentários que já morou nos Estados Unidos, Canadá, Europa e Afeganistão. Seus ensaios e artigos têm aparecido, e bastante, na grande imprensa.

O trabalho artístico de Khalil tem sido muito elogiado. Ele esculpe, cria cerâmicas e desenha desde bem jovem. O Paraíso de Zahra é sua primeira graphic novel.

Amir e Khalil sonham há muito tempo com projetos conjuntos, mas O Paraíso de Zahra mostra todo o potencial deles, como se estivessem se prepaando a vida toda para isso e, com ela, respondem ao chamado de sua era. Os autores preferiram se manter anônimos por razões óbvias.”

Fonte: Omelete

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>